sexta-feira, 7 de outubro de 2011

Ervas e suas magia

Calêndula


Calêndula
(Calendula officinalis) – Planta masculina regida pelo Sol e pelo elemento Fogo. É consagrada a Apolo. Seu poder está ligado à proteção, aos sonhos proféticos e à prosperidade. Durma com algumas flores de calêndula sob o travesseiro e terá em sonhos revelações sobre quem são seus inimigos e quem está a lhe trair ou roubar. Tal procedimento também auxilia a encontrar orientação para a resolução de demais problemas. Colhidas ao meio dia, suas flores são poderosas em feitiços de boa sorte e prosperidade. Uma guirlanda de flores de calêndula sobre as ombreiras da porta impedem a entrada de vibrações negativas.




Camomila


Camomila
(Anthemis nobilis) – Planta masculina regida pelo Sol e pelo elemento Água. É consagrada a Astarte, Afrodite e Circe. Lavar as mãos com chá de camomila atrai dinheiro. Experimente ungir as moedas e cédulas que vai gastar com algumas gotas de óleo de amêndoas mesclado com flores secas de camomila, canela em pó, três moedas correntes e alguns cravos-da-índia. Ao entregar o dinheiro, diga as seguintes palavras mágicas: “Vade et Vine”; isso fará com que o dinheiro retorne! O banho feito com um punhado de flores de camomila ajuda a atrair a pessoa amada. Para acalmar uma pessoa, adoçando o seu gênio, coloque um vidro limpo um pouco de mel puro, o nome da pessoa escrito num papelzinho e sobre ele coloque um punhado de flores de camomila secas e um punhado de sementes de erva-doce. Despeje um pouco mais de mel por cima e feche o vidro, lacrando a tampa com cera derretida de uma vela branca. Deixe a vela terminar de queimar acima do vidro e guarde-o num local só por você conhecido. Todos os dias, sacuda suavemente essa garrafa de Bruxa, pedindo para que a pessoa se torne mais doce, meiga e gentil.



Canela


Canela
(Cinnamomum zeylanicum) – Planta masculina regida pelo Sol e pelo elemento Fogo. É consagrada a Afrodite e Eros. Seu poder está ligado à prosperidade, boa sorte, sucesso, saúde, proteção, amor e sensualidade. O pó de canela queimado como incenso aumenta as boas vibrações espirituais no ambiente. Salpicado sobre o corpo, aumenta o poder de sedução. Polvilhado sobre uma vela amarela, acesa num domingo de Lua Crescente, atrai dinheiro e boa sorte. Paus de canela em uma bolsa de feitiço amarela ou verde atraem e mantém a prosperidade, sendo indicado acrescentar a tal feitiço algumas moedas e um ímã em formato de meia lua. Depois de limpar a casa e/ou seu comércio, salpique de fora para dentro um filtro mágico de prosperidade e boa sorte, feito com canela em pó, farinha de trigo e açúcar cristal. Salpique aos poucos, pelo ambiente, e se for no ambiente de trabalho, vá salpicando até chegar no caixa. Faça esse feitiço sempre nos domingos de Lua Crescente. A prosperidade sempre lhe sorrirá!



Cânfora


Cânfora
(Cinnamomum camphora) – Planta feminina regida pela Lua e pelo elemento Água. É consagrada a Diana, Perséfone e Hera. Seu poder está ligado à saúde, à purificação, à clarividência e à proteção. Suas folhas são excelentes em banhos e defumações para purificação. Caso não encontre as folhas, elas podem ser substituídas por pedrinhas de cânfora, encontradas em farmácias. É um poderoso ingrediente em amuletos de proteção contra doenças e todo tipo de negatividade. Um desses amuletos é composto de: uma pedrinha de cânfora, 3 dentes de alho, 7 cravos-da-índia, 1 punhadinho e folhas de sálvia e algumas pedrinhas de sal grosso, dentro de uma bolsinha de algodão branca, atada com uma fita de cetim vermelha, dando-se 7 nós nela. Carrega-se esse amuleto consigo, de preferência, pendurado ao pescoço. Já o incenso de cânfora, além de auxiliar em rituais de cura, também ajuda muito na leitura de oráculos assim como em rituais de conexão com a Lua Cheia.



Cáscara-sagrada


Cáscara-sagrada
(Rhamnus purshiana) – Planta masculina regida por Saturno e pelo elemento Terra. É consagrada a Hera, Júpiter e Hermes. Para vencer processos judiciais, asperja ao redor de sua casa um chá feito com suas folhas ou cascas. Outro procedimento para se vencer processos judiciais é acender uma vela azul-escura sobre um pantáculo ou selo de Júpiter numa quinta-feira de Lua Crescente, salpicando por sobre ela e ao redor folhas secas e/ou pedaços de cascas da cáscara-sagrada. Também é eficaz em feitiços de atração de dinheiro.



Catinga-de-mulata


Catinga-de-mulata
(Tanacetum vulgare) – Planta feminina regida por Vênus e pelo elemento Água. É consagrada a Ártemis. Seu poder está ligado à cura de doenças e à longevidade. Um pedaço do caule da planta, colocado dentro do sapato, cura febres mais fortes e um ramo sob o colchão afasta as doenças, as pulgas e demais insetos. Suas folhas também são um ótimo ingrediente em bolsas de feitiço de cura, assim como em amuletos para proteção contra contágios, para adquirir longevidade e em sachês para espantar insetos.



Cavalinha

Cavalinha
(Equisetum arvense) – Planta feminina regida por Saturno e pelo elemento Terra. É consagrada a Deméter. Seu poder está ligado à fertilidade. Alguns ramos sob o colchão incentivam a fertilidade. Uma bolsa de feitiço para fertilidade pode ser feita com um punhado de cavalinha, uma mecha de cabelos do casal que quer ter um filho (ou uma foto dos dois juntos, felizes), uma chupeta de criança, uma concha do mar e alguns pêlos de coelha prenha; coloque todos estes ingredientes dentro de uma bolsinha de pano branco e ate com uma fita vermelha. Unja essa bolsa de Bruxa com óleo de almíscar. Passe esse feitiço pela fumaça de incensos de almíscar e coloque-o debaixo do travesseiro antes de fazer amor. Seus caules eram utilizados como pequenas flautas em rituais feitos pelos camponeses medievais, nos quais se invocava as Fadas, principalmente para que elas concedessem a quem assim procedesse o Dom da Música.




Cebola


Cebola
(Allium copa) – Planta masculina regida por Marte e pelo elemento Fogo. É consagrada a Ares, Ísis e Hécate. Seu poder está ligado à saúde, dinheiro, proteção, exorcismo e purificação. Cascas de cebola queimadas em carvões em brasa são um excelente incenso purificador do ser e do ambiente; mas um antigo costume recomenda a nunca deixar tais cascas caírem ao chão! Coloque-as para secar e armazene-as em vidros, podendo assim sempre se utilizar de tal poder mágico. Para curar uma doença, um antigo feitiço recomenda a cortar uma cebola e colocar as duas metades sobre o local do corpo que está enfermo (caso não possa encostar na pele, ao menos coloque acima do local), queimando-as depois do lado de fora de casa, para banir a doença. A cebola como alimento mágico é um importante protetor e incentivador da força e da coragem. A cebola-roxa é empregada em um feitiço de maldição, que consiste em retirar a fina casca externa da cebola e em abrir um pedaço da parte de cima dela; reserve esse pedaço e prenda o nome da pessoa a ser amaldiçoada dentro do buraco feito na cebola, com três espinhos ou pregos. Coloque por cima pó de ferro, pó de enxofre, pó de sapo, pimenta em pó e folhas secas de urtiga-brava. Feche esse buraco com o pedaço de cebola que havia reservado, fixando-o com outros espinhos ou pregos. Espete mais espinhos ou pregos ao redor da cebola (IMPORTANTE: o número de tais espinhos ou pregos não deve exceder a 21, ou o feitiço se volta contra você!). Faça esse feitiço maléfico à luz de 1 vela preta, com três incensos de olíbano ou mirra ao lado, dedicando tais elementos a Hécate, em oferenda, pedindo-Lhe proteção no ato do feitiço. Depois de pronto, leve o malefício até um local onde tenha lodo. Peça licença aos Espíritos guardiães do local e enterre o feitiço no lodo, com a ajuda de um pedaço de pau (não deixe que o lodo respingue em você, ou o mal se voltará contra ti). Entregue o feitiço ao Povo do Lodo, proferindo aquilo que você queira que aconteça à pessoa. Vá embora sem olhar para trás e evite esse local por no mínimo sete dias. E tal como se conjurou, acontecerá!



Cereja


Cereja
(Prunus avium) – Planta feminina regida por Vênus e pelo elemento Água. É consagrada a Afrodite e Perséfone. Seu poder está ligado ao amor e à clarividência. Para atrair o amor de alguém, coma algumas cerejas junto dessa pessoa. Recolha os caroços das cerejas que a pessoa comeu e coloque, junto com os caroços das cerejas que você comeu, dentro de um vaso de cerâmica branco (daqueles encontrados em casas de artigos religiosos e de feitiçaria, chamados “quartinhas”). Despeje por cima pétalas de rosas vermelhas e cor-de-rosa (junto a algumas gotas de óleo de rosas), sangue menstrual (ou três gotas de sangue extraídas do dedo anular esquerdo), uma aliança de ouro, três pitadas de canela em pó, duas favas de pixuri, um pedaço de Pão de Santo Antônio (ou de Bolo ritual do Beltane, seco – ou mesmo uma hóstia consagrada, tal como originalmente muitas Bruxas medievais faziam, em suas garrafas de feitiço), mel puro e cubra todos os ingredientes com cera derretida de uma vela vermelha (acenda uma vela de sete dias e deixe acumular bastante cera derretida, vertendo-a sobre o feitiço, ou mesmo derreta a cera vermelha, à parte, em banho-maria, acrescentando óleo de rosas nela, e verta no interior do jarro de cerâmica, até cobrir todos os ingredientes). Feche a tampa e lacre com cera de velas vermelha e cor-de-rosa, ungidas com óleo de rosas. Trance fitas vermelha e cor-de-rosa ao redor do vaso e passe-o pela fumaça de incensos de rosas vermelhas, canela e mel, enquanto pronuncia a Runa das Bruxas ou outro encantamento apropriado à ocasião. Deixe o jarro enfeitiçado entre as velas vermelha e cor-de-rosa até elas acabarem e depois disso, guarde-o bem, longe do alcance de terceiros. Os resultados são excelentes!



Cicuta


Cicuta
(Conium maculatum) – Planta feminina regida por Saturno e pelo elemento Água. É consagrada a Hécate. Seu poder está ligado à destruição de feitiços sexuais, ao lançamento de maldições e aos vôos mágicos. Por ser extremamente venenosa, o manuseio dessa planta requer cuidados extras, pois sua essência é letal. É empregada em feitiços maléficos de morte e em poções malignas, que serão aspergidas na porta da casa de quem será enfeitiçado. Uma receita de poção para maldição de morte, a ser aspergida na porta da casa da pessoa, consiste em misturar essência de cicuta, essência de folhas e flores de estramônio (para conseguir tais essências, esprema com cuidado tais ervas frescas e recolha o sumo; manuseie tais essências com luvas de borracha, e caso a pele entre contacto com tais sumos, lave imediatamente. Desnecessário dizer que tais essências não devem SOB HIPÓTESE ALGUMA entrar em contacto com mucosas, com os olhos e muito menos ingeridas), fígado de morcego em pó, pó de sapo e azeviche em pó em água recolhida de um pântano na terceira noite de Lua Cheia. Essa poção deve ser feita numa noite de Lua Negra, na hora regida por Saturno, à luz de uma vela negra. Ao acrescentar o último ingrediente, mexa em sentido anti-horário, com um bastão feito de um galho colhido de um cipreste, dentro de um cemitério; Mentalize a pessoa a ser amaldiçoada com a morte e pronuncie a seguinte palavra mágica: “Abreg ad hàbra!” (“Desapareça deste mundo!”). Deixe a poção em seu caldeirão (utilize um caldeirão específico para poções venenosas, afim de que não contamine outras poções a serem ingeridas, que devem, portanto, ser preparadas em outro caldeirão) do lado da vela negra, até que ela se acabe. Leve a poção com cuidado até a porta da casa de seu inimigo, e traga consigo o seu Athame. Despeje a poção na porta da casa da pessoa, repetindo a maldição (“Abreg ad hàbra”), mentalizando a destruição de seu inimigo. Feito isto, aponte o Athame aos céus com a mão de poder (a mão que você escreve) e com a outra mão, faça o gesto de maldição (a mão chifruda, com os dedos indicador e mínimo esticados e os demais dobrados) em direção à porta da casa, repetindo mais uma vez a maldição. Bata com o pé esquerdo ao chão por três vezes e vá embora, sem olhar para trás.



Colônia


Colônia
(Alpinia zerumbet) – Planta feminina regida por Vênus e pelo elemento Água. É consagrada a Afrodite. Seu poder está ligado ao amor e à purificação. Suas folhas são sempre bem vindas em banhos de limpeza da aura, que devem ser despejados do pescoço para baixo. Para se proteger da inveja contra seus relacionamentos amorosos, faça uma poção com um punhado de: folhas e flores de colônia, ramos de guiné (folha e flores), arruda-fêmea, alfavaca e alfazema em 2 litros de água quente. Tampe e deixe amornar. Depois de morno coe, e asperja essa poção pela casa toda, do fundo para a porta principal, despejando o restante do líquido na calçada da rua. Jogue os resíduos coados num rio ou no mar.




Comigo-ninguém-pode


Comigo-ninguém-pode
(Dieffenbachia picta) – Planta feminina regida por Saturno e pelo elemento Terra. É consagrada a Lilith e Hécate. Seu poder está ligado à proteção, ao banimento de feitiços inimigos, mau olhado e inveja. Para conseguir tal efeito, faça um banho em 2 litros de água quente com três folhas de comigo-ninguém-pode, três folhas de espada-de-são-jorge e um punhado de cada uma das seguintes ervas: cascas de alho, folhas de alfazema, folhas de guiné, galhos de alecrim e galhos de arruda-macho. Tampe o caldeirão e deixe amornar. Coe e despeje essa poção do pescoço para baixo. Jogue os resíduos coados num rio ou no mar. A comigo-ninguém-pode é uma planta extremamente venenosa, e toda vez que manipulá-la, lave muito bem as mãos.



Cravo-da-índia


Cravo-da-índia
(Syzygium aromaticum) – Planta masculina regida por Júpiter e pelo elemento Fogo. É consagrada a Zeus e Apolo. Seu poder está ligado ao amor, à prosperidade, à saúde, ao exorcismo e à proteção. Cravos-da-índia sempre devem ser acrescentados em bolsas de feitiço de prosperidade, para que o dinheiro venha e não se vá rapidamente, principalmente evitando que ele seja gasto com aquilo que não desejamos (gastos com doenças, entre outros sinistros). Incenso de cravos-da-índia atrai prosperidade e purifica o ambiente. Cravo e canela são uma dupla sempre muito bem vinda em feitiços, perfumes e demais poções de amor e sedução! Uma laranja totalmente fincada de cravos-da-índia na noite de Beltane é um excelente feitiço para atrair amor e intensificar o poder de sedução, além de atrair boa sorte em demais aspectos. Salpique canela e louro em pó sobre esse feitiço e deixe-o tomar o Sol por uma semana. Depois disso, pendure-o no ambiente, para que o seu delicioso aroma impregne a casa. Esse feitiço se chama Pomânder, e pode também ser feito com limões e maçãs. Uma pequena cebola toda fincada com cravos-da-índia, que seja deixada no sereno por toda a Lua Crescente e recolhida no terceiro dia de Lua Cheia, e por fim colocada dentro de uma bolsa de veludo verde, forma um poderoso feitiço de boa sorte, que deve ser carregado sempre consigo.



Dedaleira


Dedaleira
(Digitalis purpurea) – Planta feminina regida por Vênus e pelo elemento Água. É consagrada a Hécate e às Fadas. Seu poder está ligado à proteção e aos vôos mágicos. As antigas Bruxas do País de Gales preparavam uma forte tintura com as folhas da dedaleira, com a qual pintavam linhas cruzadas no chão, para que o mal não entrasse em casa. A dedaleira é um dos ingredientes utilizados em antigas receitas de Unguento de Vôo das Bruxas. Também é elemento presente em venenos, tais como a Toffana, Poção venenosa preparada por uma Bruxa renascentista italiana chamada Toffa, que obtinha grandes lucros vendendo tal veneno para a nobreza da época.




Dente-de-leão


Dente-de-leão
(Taraxacum officinale) – Planta masculina regida por Júpiter e pelo elemento Ar. É consagrada a Hécate. Seu poder está ligado à realização de desejos, à clarividência e à conjuração dos mortos. Soprar as sementes de um dente-de-leão, que flutuam graciosamente com o vento, enquanto se pensa em alguém querido, fará com que rapidamente chegue a mensagem a essa pessoa, graças aos Espíritos do Ar. Para entrar em contacto com os espíritos dos mortos durante a noite, beba antes de ir para cama uma xícara de uma poção feita com raízes tostadas de dente-de-leão (colhidas numa noite de Lua Cheia) infundidas em água em seu caldeirão.




Dinheiro-em-penca


Dinheiro-em-penca
(Pilea nummularifolia) – Planta feminina regida por Saturno e pelo elemento Terra. É consagrada a Fortuna. Seu poder está associado à prosperidade e ao dinheiro. Caso queira auxílio mágico para atrair a prosperidade e conseguir pagar as dívidas, coloque um vaso de dinheiro-em-penca do lado direito da porta de casa. Acrescente ao vaso uma moeda corrente dourada, uma pedra de quartzo-citrino e uma pirita. Acenda incensos de canela do lado do vaso e peça para que o dinheiro não lhe falte.



Erva-doce


Erva-doce
(Pimpinella anisum) – Planta masculina regida por Júpiter e pelo elemento Fogo. É consagrada a Zeus, Apolo e Ártemis. Seu poder está ligado ao amor, à tranqüilidade, à proteção, à purificação e à juventude. Sementes de erva-doce possuem o condão de acalmar os ânimos, combatendo as mágoas. Uma simples xícara de chá de erva-doce é um santo remédio contra tais males, além de curar quebranto e mau olhado em crianças, bastando acrescentar ao chá uma figa de ouro e traçar três cruzes sobre a poção, utilizando um galho de loureiro verde, dizendo o seguinte Encantamento: “Figa de Ouro, Fogo Sagrado, Ramo de louro, Desfaz o olhado!” Retire a figa, dê a poção para a criança beber e queime o ramo de louro do lado de fora de casa, numa fogueira. Sementes de erva-doce sempre auxiliam a amenizar o excesso de ingredientes regidos pelo elemento Fogo na composição das fórmulas de Perfumes Mágicos. Dormir com a cabeça sobre um pequeno travesseiro recheado com sementes de erva-doce ajuda a encontrar a solução de um problema. Sementes queimadas como incenso auxiliam a purificar o ambiente e na prática de meditação, além de acalmar a irritabilidade das pessoas. Em bolsas de feitiço contra o mau olhado, as sementes de erva-doce são muito eficazes. Os Benandanti (Xamãs que lutavam contra espíritos malignos e Bruxos inimigos em batalhas astrais na região do Friuli, na Itália da Idade Média) utilizavam em seu arsenal mágico ramos de erva-doce (devido a sua ligação com o mito de Prometeu, gigante que roubou o Fogo dos Deuses e o trouxe aos homens, escondido num talo de erva-doce; desde então, essa planta passou a ser associada ao Fogo Celestial). As folhas dessa planta, colocadas pelos cômodos, protegem a casa e trazem paz e harmonia. Pendure os ramos de erva-doce nas janelas e portas e afastará feitiços e espíritos inimigos e hostis. O óleo de erva-doce tem o condão de devolver a juventude. Sempre que queira conquistar a simpatia de alguém, sirva a essa pessoa um pedaço de bolo de fubá com sementes de erva-doce que tenham sido lavadas em água benta trazida de uma igreja consagrada a Santo Antônio.




Espada-de-são-jorge


Espada-de-são-jorge
(Sonsevieria trifasciata) – Planta masculina regida por Marte e pelo elemento Fogo. É consagrada a Ogum, Marte, Carioceco e Morrigú. Seu poder está ligado à proteção, ao combate, à purificação e ao lançamento de maldições. Um vaso de espada-de-são-jorge do lado de casa afasta a inveja, a falsidade, os ladrões e todo o mal. É ingrediente muito requisitado em receitas de banhos de descarrego de más energias. Para punir um inimigo, desenhe essa pessoa na folha e escreva sobre o corpo dela o nome completo desse inimigo. Chame essa pessoa pelo nome e bata violentamente com a folha ao chão, por três vezes. Amarre a folha com um cordão preto com 7 nós (ao dar cada um dos nós, diga: “Eu te prendo fulano – nome da pessoa – !”), e guarde-o escondido em algum lugar que só você conheça. Faça esse feitiço num sábado de Lua Minguante, na hora de Marte.



Estramônio

Estramônio
(Datura stramonium) – Planta feminina regida por Saturno e pelo elemento Terra. Seu poder está associado à proteção, aos vôos mágicos e ao lançamento de maldições. Suas virtudes são muito parecidas às da Trombeta-do-diabo (Brugmansia suaveolens), devendo-se tomar cuidado extremo em sua manipulação, dado ser altamente tóxica. Os frutos do estramônio possuem muitos espinhos, razão pela qual essa planta também é chamada, em italiano, de Pomo spinoso. As sementes retiradas desses frutos, feitas em pó, eram utilizadas numa poção servida aos participantes dos Sabás medievais, para que se esquecessem no dia seguinte de tudo aquilo que viveram durante a noite. Esse procedimento era comum para com os neófitos do Sabá, a fim de se testar a sua fidelidade e força de carácter. A quantidade de tais sementes, no entanto, deve ser controlada, pois um excesso pode levar à morte. Flores de estramônio colocadas nos sapatos debaixo da cama ajudam a curar insônia, e espalhadas pelo ambiente, elas desfazem os feitiços inimigos.



Eucalipto


Eucalipto
(eucalyptus spp.) – Planta feminina regida pela Lua e pelo elemento Água. É consagrada a Athena. Seu poder está ligado à proteção, à purificação, ao banimento de rivais, à saúde e à cura. Recheie um boneco de pano branco representando uma pessoa doente com folhas de eucalipto. Acrescente um cristal de quartzo límpido em ponta e entregue a essa pessoa, para que carregue consigo. Depois de restabelecida, desfaça o boneco, lave e purifique o cristal (que pode ser reutilizado) e queime o pano e as folhas secas numa fogueira, soprando as cinzas ao vento, do alto de um morro. Ramos e vagens de eucalipto na cabeceira da cama afastam resfriados e, se já estiver doente, auxiliam a curar. Em rituais de cura, folhas frescas de eucalipto devem ser esfregadas nas velas antes de acendê-las. Para se prevenir de rivais no amor, molhe algumas folhas de eucalipto numa poção feita com água e leite de uma cabra preta. Pegue duas destas folhas e coloque uma em cima da cama e outra debaixo dela. Moa as folhas restantes na poção e esborrife-a no chão ao redor do leito, escondendo na cama uma figa de guiné durante oito dias, findos os quais será jogada num rio. Incenso de eucalipto é excelente para purificar o ambiente, auxiliar em processos de cura e fortalecer a proteção.



Eufórbia


Eufórbia
(Euphorbia spp.) – Planta feminina regida por Saturno e pelo elemento Água. É consagrada a Hécate e Marte. Seu poder está ligado à purificação e à proteção. Um ramo de eufórbia dentro de casa ajuda a purificá-la. O sumo leitoso dela era empregado, junto a sapos, áspides e outros ingredientes, em receitas de venenos, tais como o Veneno dos Bórgia, preparado pela Venéfica italiana Lucrécia Bórgia, com o qual ela matava os seus inimigos.



Feijão


Feijão
(Phaseolus vulgaris) – Planta masculina regida por Mercúrio e pelo elemento Ar. É consagrado a Deméter e à Deusa romana Cardea. Seu poder está ligado à proteção, ao exorcismo, à reconciliação, à prosperidade e ao amor. O feijão preparado com alho, louro e canela é uma deliciosa e nutritiva poção de prosperidade. Na Escócia antiga apenas as mais altas sacerdotisas cozinhavam o feijão! Alguns feijões numa bolsa de cetim azul-claro afastam a negatividade. Um antigo ritual, para apaziguar os espíritos Larvae (espíritos do Clã que foram amaldiçoados e vagam pelos Mundos, assombrando seus descendentes) consiste em andar pelos cômodos da casa carregando uma vela branca acesa e jogando alguns feijões para trás, por cima dos ombros.



Figueira


Figueira
(Ficus carica) – Planta masculina regida por Júpiter e pelo elemento Fogo. É consagrada a Dionísio, Hera e Ísis. Seu poder está ligado à adivinhação, à fertilidade e ao amor. Amuletos fálicos talhados na madeira da figueira são talismãs poderosos de fertilidade feminina e para cura de impotência masculina; comer os figos também proporciona os mesmos resultados. Folhas de figueira na cozinha ajudam a nunca faltar o alimento em casa. Um galho de figueira deixado na porta principal auxilia a retornar das viagens bem, feliz e em segurança. Escreva uma pergunta numa folha fresca de figueira. Se ela secar em um período curto, a resposta é afirmativa; se demorar a secar, a resposta é negativa.



Folha-da-fortuna


Folha-da-fortuna
(Bryophyllum pinnatum) – Planta masculina regida por Júpiter e pelo elemento Água. É consagrada a Fortuna e Zeus. Seu poder está ligado à prosperidade, ao dinheiro e à purificação. Folhas dessa planta são utilizadas em bolsas de feitiço para atrair prosperidade e dinheiro. Acrescente a tais feitiços moedas douradas, paus de canela, nozes-moscadas e cravos-da-índia. Feche a bolsa (feita em tecido azul-escuro) com um cordãozinho dourado, dando sete nós. Passe-o pela fumaça de incensos de canela, noz-moscada e cravos-da-índia.



Framboesa


Framboesa
(Rubus idaeus) – Planta feminina regida por Vênus e pelo elemento Água. Seu poder está ligado à clarividência, à fertilidade e ao amor. Galhos de framboesa pelas portas e janelas protegem a casa. Folhas secas de framboesa devem ser acrescentadas ao alimento da pessoa de quem se deseja o amor. Carregadas pelas mulheres grávidas, as folhas de framboesa ajudam a aliviar as dores do parto. Seus frutos são poderosos em receitas culinárias para atrair o amor e a paixão.



Freixo


Freixo
(Fraxinus excelsior) – Planta masculina regida pelo Sol e pelo elemento Fogo. É consagrada a Urano, Poseidon, Woden, Gwydion, Thor, Ares e Ebúrio. Seu poder está ligado à proteção, à saúde e à prosperidade. Os antigos germânicos e nórdicos consideravam o freixo como a Árvore do Mundo: Yggdrasil, o eixo Cósmico. Para manter-se protegido em viagens marítimas, carregue consigo uma cruz solar feita com galhos de freixo (com as pontas do mesmo tamanho). Suas folhas devem ser espalhadas nos quatro pontos cardeais ao redor da casa (ou nos cantos internos), e em demais lugares, para proteger o local. Usar uma liga na perda, feita de um pedaço de casca verde de freixo, protege do ataque de feiticeiros inimigos. A madeira do freixo é empregada pelas Bruxas Tradicionais na confecção dos cabos das vassouras. A parte de varrer é feita com ramos de bétula, que por sua vez são atados com um galho maleável de salgueiro. Essa é a vassoura tradicional de vôo, chamada pelas Bruxas inglesas de Besom (e pelas Meigas, as Bruxas Tradicionais Galegas, de Besoira). Esta vassoura, quando tem sua ponta (enterrada nas cerdas de bétula) em formato de forquilha, deve ser colocada invertida atrás da porta: esse ato ritualístico evoca a proteção do Deus Chifrudo Protetor do Clã (é deste costume que advém a tradição popular de se virar a vassoura atrás da porta, para banir visitas indesejadas).


Fumo


Fumo
(Nicotiana spp.) – Planta masculina regida por Marte e pelo elemento Fogo. É consagrada a Marte e Saturno. Seu poder está ligado à cura, purificação e lançamento de maldições. Uma guirlanda feita com folhas de fumo, atada com fita verde, e posta na cabeceira da cama, ajuda a curar doenças oriundas de feitiços feitos com o elemento fogo. Depois de seca, essa guirlanda deve ser queimada numa fogueira ao ar livre. Os povos nativos norte-americanos consideram essa planta como sagrada, fumando-a em rituais de cura e em jornadas xamânicas. Fumo de rolo é utilizado como oferenda para o Saci-Pererê, que é deixada sobre o toco de uma árvore, por Bruxas Tradicionais daqui do Vale do Paraíba, onde a crença em tal espírito (assim como na mula-sem-cabeça, em lobisomens, em serpenteões gigantes dos rios, entre outros) é uma realidade cultural antropologicamente cogniscível e tratada com seriedade e respeito pelas Tradições locais (tanto quanto Bruxas Tradicionais irlandesas assim procedem com os Leprechauns e Fadas e Streghe italianas em relação aos Follethi, etc). Para combater as pragas de seu jardim de forma ecologicamente correcta, misture fumo de rolo em água. Deixe por três dias. Passado esse período coe essa poção e borrife-a em seu jardim e nos vasos e xaxins. Os predadores de suas plantas as deixarão em paz. Enrole a foto de quem queira amaldiçoar em duas folhas de fumo e espete esse enroladinho com sete alfinetes, proferindo o que deseja que aconteça de ruim à pessoa. Jogue esse feitiço numa fogueira ao ar livre, mantendo-se a distância; e enquanto ele queima, mentalize a pessoa recebendo a maldição.



Funcho


Funcho
(Foeniculum vulgare) – Planta masculina regida por Mercúrio e pelo elemento Fogo. É consagrada a Dionísio. Seu poder está associado proteção, à saúde e à purificação. Galhos de funcho colocados nos batentes de portas e janelas, assim como nas molduras dos espelhos, mantém a casa protegida de ataques inimigos. Os tirsos de Baco (bastões ritualísticos utilizados nos rituais de louvor a esse Deus) eram feitos com talos de funcho, contendo ramos de videira e de hera entrelaçados ao seu redor e com uma pinha presa na ponta. Este instrumento deve ser utilizado na consagração do vinho nos rituais a Dionísio ou Baco, mergulhando a ponta com a pinha na Taça ritual. Uma antiga pintura romana em afresco mostra o Deus Baco portando nas mãos um tirso e uma taça de vinho; trata-se, portanto, de um ritual ancestral! Pedaços de ramos de funcho trazidos consigo, atados às pernas e na roupa, afastam carrapatos.



Gengibre


Gengibre
(Zingiber officinale) – Planta masculina regida por Marte e pelo elemento Fogo. É consagrada a Ares, Afrodite e Athena. Seu poder está ligado ao amor, à sedução, à saúde, ao dinheiro e ao sucesso. Chá de gengibre com alho é uma excelente poção para curar gripes e resfriados; antes de beber, acrescente algumas gotas de própolis. O gengibre potencializa as práticas mágicas. Coma um pedacinho de gengibre antes de praticar rituais e feitiços, e terá seu poder aumentado. Uma pitada de gengibre sempre fortalece os feitiços amorosos e de prosperidade e boa sorte. Pó de gengibre salpicado sobre o dinheiro atrai a fortuna. Para manter o ardor da paixão (assim como a potência sexual do amado), as Bruxas fazem o seguinte feitiço: um gengibre em formato fálico deve ser guardado em uma caixa com pétalas de rosas vermelhas, uma mecha de cabelos do homem amado e uma pitada do próprio sangue da Lua. Feche a caixa e ate-a com uma fita vermelha grossa, fazendo um bonito laço de fita. Guarde esse feitiço debaixo da cama ou no guarda-roupa, junto às roupas íntimas. O quentão (bebida típica das Festas Juninas) é uma potente Poção de Amor, justamente por envolver ingredientes tais como o gengibre, a canela e o cravo-da-índia.



Ginseng


Ginseng
(Panax quinquefolius) – Planta masculina regida por Marte e pelo elemento Fogo. É consagrada a Apolo. Seu poder está ligado ao amor, à beleza, à realização dos desejos, à saúde e à proteção. As raízes de ginseng são substitutas da raiz de mandrágora (possuem, inclusive, a forma humana característica), tanto por suas virtudes talismânicas e de proteção quanto por suas virtudes afrodisíacas. O chá feito com as raízes de ginseng é uma poderosa panacéia da Medicina Tradicional Chinesa, indicada para a manutenção da força, da vitalidade, da virilidade e da juventude. A raiz do ginseng, carregada junto a si, é um poderoso amuleto de proteção, e também atrai o amor. Também é ingrediente poderoso em bolsas de feitiço para prosperidade e atração de dinheiro. As raízes devem ser queimadas para quebrar feitiços maléficos e desfazer maldições.



Girassol

Girassol
(Hellianthus annus) – Planta masculina regida pelo Sol e pelo elemento Fogo. É consagrada a Apolo, Deméter e Belenos. Seu poder está ligado à prosperidade, à boa sorte, à realização de desejos, à fertilidade e à saúde. Sementes de girassol devem ser comidas por quem queira conceber filhos e atrair a prosperidade. Elas devem ser acrescentadas em bolsas de feitiço de prosperidade, assim como em cornucópias, nos rituais das colheitas. Dormir com um girassol debaixo do travesseiro relevará a verdade que busca saber. Pétalas de girassol devem ser utilizadas em banhos de atração de prosperidade e boa sorte, assim como utilizadas, devidamente secas, na confecção de óleos ritualísticos de conexão com Deuses solares. Uma receita de óleo de conexão com o Deus Chifrudo requer 3 pitadas de pétalas secas de girassol, 3 folhas de patchouly, 3 pitadas de canela em pó, 1 pitada de cascas de carvalho (ou ipê-amarelo) e 3 pitadas de resina de pinheiro em uma xícara de azeite de oliva. Utilize esse óleo em unções no corpo e em velas.



Grama-francesa


Grama-francesa
(Agropyron repens) – Planta masculina regida por Júpiter e pelo elemento Terra. É consagrada a Ártemis, Athena e Hécate. Seu poder está associado ao amor e ao exorcismo. Essa planta tão comum de ser encontrada, mesmo em terrenos baldios e em guias de ruas, possui um poder mágico descomunal, se for devidamente conjurada. Por essa razão, ela também é chamada de “grama-de-feiticeira”. Colocada debaixo da cama atrai amantes. Uma poção forte feita com ramos de grama-francesa deve ser aspergida pela casa para exorcizar espíritos malignos. Um amuleto feito com ramos dessa planta levado consigo ajuda a banir a depressão.




Heléboro-negro


Heléboro-negro
(Helleborus niger) – Planta masculina regida por Saturno e pelo elemento Fogo. É consagrada a Hécate, Saturno e Hella. Seu poder está ligado ao lançamento de maldições e às evocações diabólicas. Apesar de seu nome, as flores do heléboro-negro são brancas, e também é conhecida como erva-do-natal, pedaço-do-diabo, erva-do-inferno e rosa-de-fogo. Suas raízes são colhidas e queimadas pelos Bruxos na hora de Saturno, num braseiro posicionado sobre um selo do mesmo planeta, traçado no chão com carvão consagrado. Tal procedimento auxilia nas evocações infernais, principalmente para o amaldiçoamento de inimigos. Já a raiz de heléboro-verde (Veratrum viridi) é utilizada na consagração de jóias talismânicas de amor.



Hera


Hera
(Hedera helix) – Planta feminina regida por Saturno e pelo elemento Água. É consagrada a Dionísio e Osíris. Seu poder está ligado ao amor, à saúde, à proteção e à purificação. As Bruxas e Bruxos antigos usavam coroas de hera sobre suas cabeças em rituais nas florestas. As mulheres devem carregar as folhas da hera consigo, para atrair proteção e boa sorte. A casa em cujo jardim a hera cresça, espalhando os seus ramos, estará protegida de todos os males e desastres.



Hibisco


Hibisco
(Hibiscus spp.) – Planta feminina regida por Vênus e pelo elemento Água. É consagrada a Afrodite. Seu poder está ligado ao amor, à sedução e à luxúria. Uma poderosa poção de amor é feita com 3 flores de hibisco vermelho, 3 pitadas de canela em pó, 9 cravos-da-índia, 3 pitadas de gengibre em pó, 1 pitada de fava de pixuri ralada, pedacinhos de ameixa roxa e mel. Coloque tudo em 1 xícara de água quente. Beba fazendo seus pedidos amorosos ou então sirva-a ao ser amado, enquanto pronuncia em voz baixa as seguintes palavras mágicas: “Enam Binah Sator Arepo Tenet Opera Rotas Chokmae Tedulah Hod Kether Scheva Teburah Tipharet Yesod Netschah Sardach”. Os Feiticeiros de algumas ilhas do Pacífico fazem adivinhações mirando tigelas com água contendo algumas flores de hibisco. É muito utilizada para a decoração dos altares e círculos mágicos nas celebrações do Beltane e do Solstício de Verão.



Hortelã


Hortelã
(Mentha spp.) – Planta masculina regida por Mercúrio e pelo elemento Ar. É consagrada a Plutão e Hécate. Seu poder está ligado à saúde, ao exorcismo, à proteção e aos vôos mágicos. Ramos frescos de hortelã devem enfeitar os banquetes dedicados a Hécate, entregues nas Encruzilhadas. Suas folhas são excelentes em bolsas talismânicas de saúde e cura. Para purificar o ambiente, livrando-o do mal, asperja água salgada utilizando ramos frescos de hortelã, manjerona e alecrim. Esfregadas na cabeça, suas folhas aliviam as dores de cabeça. Chás e xaropes para curar gripes, resfriados e tosses devem sempre levar folhas de hortelã em sua composição. Minha avó Dona Benedita, Bruxa Tradicional Mineira, curava bronquites com um xarope feito com folhas de hortelã, alfavacão, guaco, junto com limãozinho e rosa-remédio. Ela fazia um chá com estes ingredientes e acrescentava, depois de coado, o açúcar, formando o xarope.

Um comentário:

  1. mesmo em terrenos baldios e em guias de ruas, possui um poder mágico descomunal, se for devidamente conjurada. Por essa razão, ela também é chamada de “grama-de-feiticeira”. Colocada debaixo da cama atrai amantes. Uma poção forte feita com ramos de grama-francesa deve ser aspergida pela casa para exorcizar espíritos malignos. Um amuleto feito com ramos dessa planta levado consigo ajuda a banir a depressão. BOA NOITE, FIQUEI MTO INTERESSADA NESTA ERVA(PLANTA) E GOSTARIA DE SABER COMO CONJURAR..PODE ME AJUDAR??

    ResponderExcluir